13575
post-template-default,single,single-post,postid-13575,single-format-standard,strata-core-1.1,strata-theme-ver-3.2,ajax_fade,page_not_loaded,wpb-js-composer js-comp-ver-5.4.7,vc_responsive

Blog

AMD e Intel tem uma nova rival Chinesa… e Poderosa - Powered By Brasil

AMD e Intel tem uma nova rival Chinesa… e Poderosa

01:15 19 dezembro in Atualidades, Tecnologia
0 Comments
1

TSMC, de 7nm vem como inovações na arquitetura Zen 2

Não é novidade para ninguém que a AMD está agora por cima no mercado de processadores Destkop graças ao processo de 7nm da TSMC, vem como inovações na arquitetura Zen 2. Entretanto, a gigante Intel que até dominou o mercado durante mais de uma década, tem tido várias dificuldades a passar para os 10nm… apostando no cada vez mais velho e saturado processo de 14nm.

Pois bem, enquanto tudo isto acontece, parece que temos novas empresas a planear meter um pézinho nesta pista de dança!

Afinal de contas, depois da Huawei anunciar os seus primeiros processadores e motherboards para o mercado de servidores e desktops, apareceu agora a Zhaoxin com o seu processador de 7nm KX-7000.

Então Intel? Até a fabricante Chinesa Zhaoxin já lançou processadores de 7nm com GPU integrado!

Portanto, parece que temos um novo rival no mundo dos 7nm, na forma da Zhaoxin com o seu processador KX-7000 que tem como base uma arquitetura ainda desconhecida. Contudo, conta com um GPU integrado com suporte a DX12! Além disso, o componente chega ao mercado com suporte a memória DDR5 e ao standard PCIe 4.0 que já podemos encontrar nos AMD Ryzen 3000 e motherboards X570.

Estamos a falar de uma empresa que já tem ofertas até 32 núcleos, tendo como base o processo de 16nm. Contudo, nos próximos meses, o objetivo é chegar aos 32 núcleos / 64 threads com o novo processo de 7nm. O que curiosamente irá meter a Zhaoxin no mesmo nível da AMD e os seus atuais processadores Ryzen Threadripper.

Em suma, é bom que tanto a Intel como a AMD nunca parem de inovar e investir…



É que pelos vistos, a China vai apostar forte e feio nos micro-processadores nos próximos anos. Aliás, como deve saber, o governo acabou de ordenar a todos os seus ministérios e serviços, o abandono de todo o hardware estrangeiro. Por isso, é bem provável que nos próximos 3 anos, exista uma aposta séria na criação deste tipo de componentes.

Que claro está, por sua vez, irão começar a chegar aos restantes mercados… em suma, bom trabalho Trump em picar o monstro adormecido.

No Comments

Post a Comment

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.